Conecte-se com

Quem são os vereadores eleitos em Santa Maria da Vitória em 2016?

Eleições 2016

Quem são os vereadores eleitos em Santa Maria da Vitória em 2016?

A Câmara de Vereadores de Santa Maria da Vitória (BA) terá, a partir de 1º de janeiro de 2017, cinco vereadores de primeiro mandato. São eles: Petrônio de Paulão (PP), Moraezinho de Ruy (PSC), Jânio de Inhaúmas (PSD), Có de Açudina (PP) e Moisés (PSB). Os dois últimos da lista não têm padrinho político, já os demais contaram com o apoio dos pais – ex-vereadores e até de ex-prefeito.

O campeão de votos foi Petrônio, que obteve a expressiva marca de 1.835 votos. Ele é filho do ex-vereador Paulão – atualmente coordenador da 17ª CIRETRAN. Outro candidato eleito que tem pai político é Jânio de Inhaúmas. O jovem é filho do vereador Mário de Inhaúmas, que decidiu não se candidatar nas eleições deste ano para apoiar o filho. A decisão deu certo e Jânio, foi eleito com 685 votos. Já o jovem Moraezinho de Ruy é filho de Ruy Morais que é irmão do ex-prefeito da cidade, Prudente José de Morais. Candidato pela primeira vez, ele conseguiu ser eleito com 592 votos.

matutar-vereadores-2016-santa-maria-da-vitoria

Có de Acudina já havia tentando ser eleito em 2012, mas não conseguiu. Nestas eleições ele trocou de partido e foi para o PP do prefeito eleito, Renatinho. Também sem ter parente na política, Có contou com os votos da comunidade onde mora e garantiu uma cadeira na Câmara Municipal com 623 votos para representar o povo da região de Açudina.

Na lista dos vereadores de primeiro mandato está também o Moisés, ele já havia disputado a eleição em 2012, conquistando 482 votos e ficando como suplente. Nas eleições deste ano, Moisés obteve 369 e foi eleito por conta da coligação. A curiosidade é que Valmira Queiroz do PCdoB perdeu a vaga por apenas um voto. Ela teve 368 votos e mais um daria empate. Como ela tem mais idade que ele, ficaria com a vaga. Um simples voto fez toda diferença. Moisés passa a ser o primeiro parlamentar eleito na historia política de Santa Maria por uma coligação do que podemos chamar de 3ª via, representada pela candidatura do advogado Toinho de Yolanda (PSB).

Firmino Tomaz (PP) volta à Câmara para exercer o segundo mandato. Em 2012, ele não se candidatou e apoiou o irmão Antônio Tomar, conhecido como Tonho de Leonídio, que na época foi o mais votado com  1.400 votos. Firmino garantiu o retorno à Câmara com 1.238 votos, ficando atrás apenas de Petrônio de Paulão.

Para completar os nomes eleitos, estão os sete vereadores que conseguiram se reeleger com a respectiva quantidade de votos entre parenteses. Ivanildo Leão (1.211), Santim (988), Domingão (953), Carlitinho (773), Baiô (629), João Marques (546) e Mazinho Ataíde (542).

Três vereadores da atual legislatura até que tentaram, mas não conseguiram permanecer no cargo. Clay Sidney (PSD) ficou com 574 votos, o que deu a ele a primeira suplência da coligação. Já Cerim (PSD) que bateu a marca de 1.074, vi a votação cair pela metade, obtendo a confiança de 504 eleitores. Já Pequeno (PT), que havia sido eleito com 635 votos não passou dos 273 nesta eleição.

Falando em PT, partido do atual prefeito, essa será a primeira vez nos últimos 12 anos que a sigla não terá nenhum vereador na Câmara. Foram apenas dois candidatos neste ano. O próprio Pequeno e o presidente municipal da legenda, Israel Silva – que teve pouco mais de 300 votos.

Os novos vereadores já vão entrar com o salário de R$ 7.500,00. O valor foi aprovado em maio deste ano, justamente, pelos sete vereadores que foram reeleitos. Na época, apenas Benilson Ataíde (PCdoB) e Clay Sidney votara contra. O vereador Pequeno não compareceu à reunião.

A maioria é governista

Renatinho tem maioria na Câmara com o apoio de sete vereadores. Estão no mesmo grupo político, Ivanildo Leão, Santim, Carlitinho, Petrônio de Paulão, Có de Açudina, Moraezinho de Ruy e Firmino Tomaz. Já o atual vice-prefeito Plínio Leite (PSD), que desistiu da candidatura na reta final para apoiar Tonho de Zé de Agdônio (PMDB), conseguiu eleger 3 parlamentares, todos do PSD. Domingão – atual presidente da Casa, Baiô e Jânio de Inhaúmas. Do lado de Tonho, foram eleitos João Marques (PDT) e Mazinho Ataíde do PMDB. Toinho de Yolanda tem na Câmara o apoio do vereador Moisés do PSB.

Os perfis dos vereadores

Entre os eleitos, 4 (quatro) são trabalhadores rurais, 3 (três) servidores públicos municipais, 2 (dois) declaram o cargo de vereador como profissão, 1 (um) gerente, 1 (um) motorista particular, 1 (um) comerciante, e um 1 (um) agente administrativo. Com relação a formação dos parlamentares, a maioria tem Ensino Médio Completo, são 4 (quatro) que declaram essa condição, 3 (três) fizeram curso superior, 3 (três) tem ensino fundamental completo, 1 (um) Lê e Escreve, 1 (um) informou que não concluiu o ensino fundamental e outro não terminou o ensino médio. O vereador mais jovem será Petrônio de Paulão com 28 anos e o de mais idade será Baiô por conta dos 65 anos que tem. A média de idade da Câmara é de 45 anos. Veja os detalhes na tabela abaixo:

Lista dos vereadores eleitos

[table id=3 /]

Continuar lendo

Jornalista, santa-mariense e idealizador do Matutar com objetivo de debater assuntos que possam promover mudanças sociais na região da Bacia do Corrente. Idealista por natureza, curioso pela força da profissão e dono de um olhar sensível aos problemas sociais. Maurizan tem uma mente inquieta e está sempre a procura de novas historias para conhecer e contar.

[fbcomments]

Mais notícias sobre Eleições 2016

Topo