Conecte-se com

120 comunidades rurais da Bacia do Corrente terão internet banda larga

Municípios

120 comunidades rurais da Bacia do Corrente terão internet banda larga

Todos os 11 municípios da região assinaram o convênio e vão levar internet banda larga para a população da zona rural

Todos os municípios da região aderiram ao programa Internet para Todos do governo federal que pretende democratizar o acesso à internet banda larga no interior do país – Foto: MCTIC

Os prefeitos dos municípios que compõem a Bacia do Rio Corrente estiveram em peso na última segunda-feira, dia 12 de março, para assinar o convênio do Programa Internet para Todos. De acordo com relatório do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), os 11 municípios da região aderiram ao programa. Ao todo, 120 comunidades rurais serão beneficiadas pelo programa que oferece internet banda larga a custo reduzido. Santa Maria da Vitória, São Félix do Coribe, Correntina, Jaborandi, Coribe, Cocos, Canápolis, Santana, Serra Dourada, Brejolândia e Tabocas do Brejo Velho serão atendidas pelo programa.

As antenas começão a ser instaladas em maio e as câmara municipais precisam votar um Projeto de Lei de isenção do ISS para as empresas que vão operar o sistema. “O programa Internet para Todos tem por objetivo prover conexão às pessoas que vivem em uma localidade de um município. No Brasil há mais de 30.000 localidades sem a conexão ou com prestação inadequada de serviço de acesso à internet”, é o que explica o MCTIC.

Nesta primeira etapa, a internet chegará às comunidades rurais mais distantes da área urbana e posteriormente serão atendidas os postos de saúde, escolas, e órgãos públicos. A última etapa consiste em instalar as antenas de banda larga nas praças e espaços públicos da cidade.

O serviço é disponibilizado para todo o país é a Televerás, por meio do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC). A tecnologia será utilizada para prover a conexão, principalmente, nas regiões mais remotas ou com acesso à internet precário. Com investimentos de R$ 2,7 bilhões e capacidade de operação por 18 anos, é o primeiro satélite geoestacionário brasileiro de uso civil e militar.

Confira a lista das comunidades que vão receber a internet banda larga nesta primeira etapa.

Continuar lendo

Jornalista, santa-mariense e idealizador do Matutar com objetivo de debater assuntos que possam promover mudanças sociais na região da Bacia do Corrente. Idealista por natureza, curioso pela força da profissão e dono de um olhar sensível aos problemas sociais. Maurizan tem uma mente inquieta e está sempre a procura de novas historias para conhecer e contar.

Bora Matutar? Deixe seu comentário

Mais notícias sobre Municípios

Topo