Conecte-se com

Em protesto contra a PEC 241, estudantes ocupam a UFOB em Santa Maria da Vitória

Santa Maria da Vitória

Em protesto contra a PEC 241, estudantes ocupam a UFOB em Santa Maria da Vitória

A ocupação foi iniciada logo depois da assembleia realizada peloos estudantes, nesta quarta-feira, dia 26 de outubro na própria UFOB

*Atualizada às 10h10 – 27 de outubro de 2016

Os estudantes universitários do campus da Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB) de Santa Maria da Vitória ocuparam a universidade em protesto a aprovação da PEC 241 pela Câmara dos Deputados. A decisão foi tomada em Assembleia Geral em Caráter de Urgência, realizada nesta quarta-feira, dia 26 de outubro.

Além do movimento de ocupação contra a PEC que estabelece limite para os gastos públicos pelas próximas duas décadas, os jovens são contra a Reforma do Ensino Médio, da Previdência Social, do PLS nº 193 que trata da “Escola sem partido” e outro assuntos. Todas são medidas do presidente da Republica Michael Temer (PMDB).

matutar-professores-podem-ocupar-ufob-em-santa-maria-em-protesto-pec-241-foto2

A reitoria da UFOB declarou, por nota, que apoia a manifestação dos estudantes por ser mobilização de âmbito nacional em defesa da educação. O campus da universidade em Barreiras, também está ocupado por estudantes e várias universidades da Bahia também foram ocupadas.

Já está marcada para sexta-feira às 8h da manhã uma caminhada contra a PEC 241. O movimento vai sair do Estádio Turibão e segue até a praça do Jardim Jacaré, onde vão realizar um ato contra o que eles classificam com um retrocesso nas políticas públicas de saúde e educação do País. Os estudantes explicam que a PEC é “um desastre que vai acabar com as conquistas sociais e trabalhistas das últimas décadas”.

Em reunião realizada no mesmo dia, os professores da UFOB decidiram apoiar a manifestação dos estudantes, que não data para terminar.

matutar-professores-podem-ocupar-ufob-em-santa-maria-em-protesto-pec-241-foto4

Em nota à imprensa, o Movimento Estudantil Unificado informou os portões da universidades estão fechados e somente serão abertos para os coordenadores administrativos do campus, no período da manhã, para registrar listas de presença dos funcionários terceirizados. No casos das aulas, somente os estudantes e professor da disciplina de texto, interpretação e encenação estão autorizados a frequentas as aulas duas vezes por semana. Com relação aos professores, somente aquelas que contribuírem com o movimento estão autorizados a entrar no campus.

Continuar lendo

Jornalista, santa-mariense e idealizador do Matutar com objetivo de debater assuntos que possam promover mudanças sociais na região da Bacia do Corrente. Idealista por natureza, curioso pela força da profissão e dono de um olhar sensível aos problemas sociais. Maurizan tem uma mente inquieta e está sempre a procura de novas historias para conhecer e contar.

[fbcomments]

Mais notícias sobre Santa Maria da Vitória

Topo