Conecte-se com

Em Brasília, Renatinho descobre que o Esgoto Sanitário está concluído

Santa Maria da Vitória

Em Brasília, Renatinho descobre que o Esgoto Sanitário está concluído

O Ministério das Cidades queria que o sistema fosse transferido para o município e a obra dada como concluída, mas Renatinho recusou e cobrou investimentos do governo para finalização da obra

A rede de esgoto que chega na estação não está sendo tratada devidamente e todo sistema fica comprometido

Se para o Ministério das Cidades, o Sistema de Esgotamento Sanitário de Santa Maria da Vitória está devidamente concluído e faltando apenas algumas ligações residenciais com a rede, coube ao prefeito Renato Leite (PP) esclarecer que a situação não é bem essa. O fato é que agora, serão necessários mais alguns milhões para concluir a obra e também consertar o que já foi danificado pelo decurso do tempo.

Em Brasília, na última semana, o prefeito Renatinho participou de uma reunião no Ministério das Cidades para tratar sobre a transferência da gestão do Esgotamento Sanitário para o município. Só que o impasse foi criado porque o gestor se recusou a receber a posse do sistema sem a conclusão definitiva das obras.

O prefeito frisou que a conclusão do sistema foi um compromisso de campanha e vai trabalhar para conseguir mobilizar os órgãos envolvidos para finalizar a obra. “É preciso concluir, investir recursos para acabar com esse problema. Fizeram tudo errado e agora querem jogar no meu colo, só receberei quando tudo estiver funcionando”, afirmou.

Renatinho relata ainda a situação é grave no município. “Como pode, o sistema todo inacabado e agora dado como concluído. Só temos uma estação elevatória funcionando que é aquela perto da prainha. As outras três estão paradas, sem funcionar. Nas lagoas de decantação, as mantas estão soltando e já está tendo, inclusive, infiltração. O assunto é muito sério”, esclareceu.

“O problema é que invés da gente concentrar toda energia no futuro de Santa Maria, a gente tem de ficar resolvendo as besteiras que fizeram no passado. Isso é um atraso”, concluiu o prefeito.

Para solucionar o impasse, ficou acertado uma Reunião em Santa Maria da Vitória nos próximos dias 19 e 20 deste mês para debater o assunto entre representantes do Ministério das Cidades e da Embasa. Segundo Renatinho, logo em seguida será definida uma data para outra reunião com a Codevasf.

O Tribunal de Contas da União (TCU) já fez um comunicado ao Ministério das Cidades e ao Estado da Bahia solicitando explicações sobre a obra que recebeu mais de R$ 18 milhões do governo federal para conclusão do sistema.

Continuar lendo

Jornalista, santa-mariense e idealizador do Matutar com objetivo de debater assuntos que possam promover mudanças sociais na região da Bacia do Corrente. Idealista por natureza, curioso pela força da profissão e dono de um olhar sensível aos problemas sociais. Maurizan tem uma mente inquieta e está sempre a procura de novas historias para conhecer e contar.

Bora Matutar? Deixe seu comentário

Mais notícias sobre Santa Maria da Vitória

Topo